Uberlândia

Professora de Design da UFU cria jogo ‘Xô Corona’

O passatempo é uma versão temática educativa para crianças do jogo de dados para criar histórias

Para deixar a brincadeira mais divertida, os participantes do jogo podem colorir os dados.

Foi brincando com os filhos pequenos em casa que Aline Teixeira, professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo e Design (FAUeD) da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), teve a ideia de fazer uma versão temática do jogo de dados para criar histórias. Essa versão, nomeada de “Xô Corona”, é uma maneira de entreter e educar crianças durante a pandemia da Covid-19.

Teixeira explica que o jogo é utilizado profissionalmente por escritores como uma ferramenta de estímulo da criatividade e existem outras versões pensadas como brinquedos para crianças. Com o isolamento social, a professora percebeu que a mudança abrupta na rotina de seus filhos deixou as crianças mais ansiosas. Como a família já tinha outras versões do jogo, ela decidiu adaptar a brincadeira para o cenário da pandemia, como uma forma de distrair e, ao mesmo tempo, educar seus filhos sobre o combate ao vírus da Covid-19.

“É necessário explicar para as crianças o porquê da mudança em suas vidas após a chegada do vírus no país, mas nem sempre explicar de forma técnica e científica faz sentido para os pequenos. Por meio da brincadeira, eles têm mais facilidade de assimilar as informações”, comenta.

Teixeira conta que a ajuda dos filhos na criação dessa versão temática do jogo foi muito importante para o resultado final. “Quando desenhei a primeira versão do vírus, minha filha disse que as crianças iriam gostar do vírus, pois ele ficou fofinho. Eu queria romper o medo das crianças da pandemia, mas romper o medo com informação, não com fantasia”, explica.

Além de refazer o desenho do vírus, Teixeira também atribuiu superpoderes a algumas imagens, como é o caso do Super Álcool em Gel e do Super Sabão, que são formas eficientes de combate ao coronavírus. “Assim a criança entende que eles são importantes e fazem a diferença”, destaca.

O jogo foi criado para o Programa Rede de Extensão #UFUemCasa e está disponível para download no site da Pró-reitoria de Extensão e Cultura (Proexc/UFU). Para jogar, o participante deve soltar todos os dados de uma vez e, a partir do sorteio das faces, criar uma história. Se houver mais de um participante, deve-se continuar a história do primeiro jogador. É importante seguir as instruções de recortes e dobras, além de se atentar ao formato de folha adequado para impressão, para que não haja problemas na montagem dos dados. Colorir as imagens é opcional.

Fonte: UFU

ASSISTA AS LIVES DO CANAL ALÔ UBERLÂNDIA NO FACEBOOK