Região

Temporal causa grande destruição na cidade do Prata

No início da noite dessa sexta-feira 28 de fevereiro de 2020, por volta das 18h00, os bombeiros foram acionados para atender uma ocorrência, de que haviam na Avenida João Alberto Teodoro de Andrade, varias pessoas ilhadas/presas em sua residencias, comércios e veículos, devido ao grande volume de água proveniente da forte chuva.

Imediatamente deslocaram para o local, onde depararamcom várias pessoas desesperadas em via publica, devido estarem com seus familiares presos em comércios e residencias situadas na Avenida João Alberto Teodoro de Andrade.

tentaramsocorrermos o senhor Valdir que estava preso dentro de seu comercio, porem não conseguiram salvá-lo pelos fundos de seu comercio.

Então amarraram uma corda em uma viga de parede e apesar da forte correnteza, conseguiram adentrar pela frente, onde fizeram contato com ele e conseguiram arrastá-lo para fora, levando-o para um local seguro.

Em sequencia a senhora Ruth e o senhor Edson, relataram que sua filha Barbara estava sozinha dentro de sua residencia e estava desesperada, pois a água já estava invadindo a residência.

Imediatamente amarraram uma corda em um poste de energia e com uso da corda e através de um cordão humano, conseguiram atravessar a avenida, a qual estava com enxurrada muito forte e foram até à residencia dos Pais da jovem Barbara resgatando-a e colocando-a em local seguro.

Em continuidade, deslocaram em varias outras residencias, onde fizeram contato com os moradores e verificaram a situação.

Ao entrarem em um condomínio residencial situado no local, depararam com varias pessoas desesperadas, pois estavam ilhadas e não tinham como saírem do local, pois a enxurrada estava muito forte, sendo que imediatamente também os colocaram em local seguro.

Em contato com os moradores, estes nos relataram que em uma das residencias morava uma senhora bastante idosa e eles não sabiam se ela estava no local e que não conseguiram contato com seus familiares.

deslocaramaté à residencia, onde perceberam forte odor de gás de cozinha, gritaram por algum morador, porém não foram atendidos.

Em contato com o senhor Paulo, vizinho da residencia, ele fez o relato, que provavelmente a senhora moradora do local, estaria dentro da residencia.

verificaramque as portas e janelas da residencia estavam trancadas, e em contato com a senhora Betânia, a qual também é vizinha do local, também que a senhora moradora provavelmente estaria dentro da residencia.

Neste momento, entraram por um portão lateral da residencia, e foram até à porta dos fundos e arrombaram a porta cozinha, onde havia vários moveis e eletrodomésticos atrapalhando a passagem e a água havia invadido a residência e estava na altura da cintura, deixando vários moveis também submersos.

Após retirarem alguns moveis, conseguiram adentrar na residencia, onde depararam com a senhora Catarina atordoada devido ter inalado bastante gás de cozinha e não conseguia se locomover, pois estava presa em cima de um sofá dentro da sala de sua residencia.

O botijão de gás, estava vazando e o local estava totalmente tomado pelo cheiro.

Imediatamente eles a socorreram e a levaram para um local seguro, e em seguida acionaram a ambulância do Pronto Atendimento Municipal, para lhe prestar demais assistência.

Após conseguirem resgatar todos os moradores do local e colocá-los em locais seguros, começaram a retirar os veículos que estavam submersos na avenida João Alberto.

Foi feito contato com o Corpo de Bombeiro Militar de Uberlândia/MG, sendo que deslocaram para o local, três guarnições.

Fonte: Policia Militar/MG

ASSISTA AS LIVES DO CANAL ALÔ UBERLÂNDIA NO FACEBOOK