Região

Movimentação de passageiros cresce 15% no Aeroporto de Uberaba em 2019

O Aeroporto de Uberaba/Mário de Almeida Franco (MG) encerrou 2019 com alta na movimentação de passageiros. Foram contabilizados 88.630 embarques e desembarques, 15,1% a mais que os 77.017 viajantes registrados em 2018. No período, o terminal mineiro registrou 5.897 operações de pousos e decolagens.

Situado em uma região de grande importância para o estado de Minas Gerais, o terminal tem capacidade para receber 1,3 milhão de passageiros por ano e conta com uma pista de 1.759×45 metros. O pátio conta com três posições para aeronaves comerciais regulares, além de área para aviação geral, e recebe operações da Azul, que liga Uberaba ao aeroporto de Confins (MG), e da Passaredo, que faz a ligação com Congonhas (SP).

Rede Infraero

Entre 2018 e 2019, o fluxo de passageiros permaneceu estável nos 54 aeroportos que compunham a rede Infraero até dezembro. Ao todo, passaram pelos terminais da empresa 83,9 milhões de viajantes, ante os 84,1 milhões de 2018, o que representa uma queda de 0,2%.

De acordo com o presidente da Infraero, Brigadeiro Paes de Barros, a estabilidade no número de passageiros que passaram pelos aeroportos da empresa demonstra a resiliência da economia brasileira e a importância da consolidação de políticas públicas para o setor.

“No ano passado, problemas, como a falência de uma importante companhia aérea brasileira, impactaram na oferta de voos. Por outro lado, uma série de medidas, como a abertura de 100% capital estrangeiro para aéreas, redução do ICMS do querosene de aviação, e até melhorias na infraestrutura dos aeroportos, diminuíram tais reflexos”, avaliou Paes de Barros.

Para os próximos anos, a expectativa é de que o mercado brasileiro de aviação siga a tendência e cresça duas vezes o valor do PIB, disse o presidente da Infraero. Segundo ele, o cenário aponta para mais de 200 milhões de passageiros em 2025, ante os 120 milhões, atualmente. “Por isso, ao mesmo tempo que trabalha para cumprir as determinações do Governo Federal, de conceder todos os aeroportos da Rede Infraero à iniciativa privada, a empresa estará focada no desenvolvimento da infraestrutura aeroportuária regional, que representa um grande gargalo na interiorização do modal aéreo no Brasil”, afirmou.

O aeroporto

Sob o comando da Infraero desde 1980, o aeroporto tem recebido diversas melhorias. A mais recente, com investimento de R$ 9 milhões, foi a entrega das obras de reforma da pista de pouso e decolagens, além da revitalização do pátio de aeronaves.

Na pista de pouso e decolagens, a Infraero realizou o projeto e fez a contratação da obra. Com o fim dos trabalhos, o pavimento passou a ter vida útil superior a 20 anos, além de contar com melhorias na drenagem e nos níveis de atrito. Já no pátio de aeronaves, foi realizada a revitalização das placas de concreto, que também colocam a estrutura com os melhores níveis operacionais exigidos pelo órgão regulador.

Fonte: Santa fe ideias

Participe do nosso grupo Whatsapp