Artigos

Artistas de Uberlândia são homenageados em obras da mostra ‘Música, Tons e Cores’

Entre as dezenas de aquarelas e telas expostas na Casa Thomas Jefferson, na mostra ‘Música, Tons e Cores’, do artista plástico Alexandre Zilahi, é possível apreciar a imagem de alguns de nossos conterrâneos que tiveram notoriedades na música, teatro e outros ofícios. Entre as figuras conhecidas na cidade, as aquarelas trazem os rostos do o ator Grande Otelo; a musicista Nininha Rocha; do professor e músico Romero Miloni; a musicista, cantora lírica e, atualmente, regente do coral da universidade Federal de Uberlândia, Edmar Ferreti; e a artista visual, aquarelista e também grande musicista Rejane Paiva.

Os grandes nomes escolhidos tiveram carreira de sucesso, como Grande Otelo (Sebastião Bernardes de Souza Prata) que foi um ator, comediante, cantor, produtor e compositor brasileiro. Já Maria Constança da Rocha, também muito conhecida como Nininha Rocha, nascida 1933, em Uberlândia, ficou bastante conhecida em todo o mundo por suas habilidades no mundo da música. Foi pianista, estudou na Alemanha, em Tóquio e chegou a ocupar cadeira titular na Academia Brasileira de Estudos e Pesquisas Literárias. Em 2004, recebeu a Medalha do Mérito Acadêmico da entidade como uma das mais importantes autoras contemporâneas do país.

Formada em piano, canto e como atriz, Edmar Ferretti desenvolveu intensa carreira artística como cantora lírica e camerista, no Brasil e no exterior, nas décadas de 60, 70 e 80. Na UFU, prestou concurso em 1981, ingressando como professora titular criando a área de Canto, no então DEFOM, e regente titular do Coral da UFU, onde permanece até os dias de hoje.

Rejane Paiva, nascida em Uberlândia e, atualmente, morando em Zuríque, na Suiça, é musicóloga, regente e artista plástica. Integrou a equipe de agentes culturais da Secretaria Municipal de Cultura de Uberlândia entre os anos 1987 a 1999. Realizou inúmeras exposições individuais e coletivas no Brasil. Criou e dirigiu os coros oficiais dos municípios de Uberlândia, Uberaba e Itumbiara, desenvolvendo intensa atividade coral em toda a região, que incluía desde a produção de óperas, criação e direção de espetáculos nos formatos cabaret, music-hall e concertos, até video-clips e especiais de música coral para a TV.

O musicista Romero Miloni nasceu em São Paulo, em 1940, onde começou seus estudos de música aos 17 anos. Mudou-se para Uberlândia em 1968. Formou-se no Conservatório Estadual de Música Cora Pavan Capparelli e trabalhou lá até sua aposentadoria. Em Minas Gerais, fez parte de diversas bandas, como The Jet Black, na jovem guarda.

“Essas pessoas foram e são grandes personalidades no ofício que exerceram. Tiveram grande importância em Uberlândia e, algumas, até no mundo. Então, acho que devemos deixar registrado para que nunca sejam esquecidas”, explica o artista plástico Alexandre.

As aquarelas que homenageiam os artistas e importantes figuras uberlandenses podem ser apreciadas entre as diversas obras de Alexandre até o dia 30 de abril, de 18h às 21h, na Casa Thomas Jefferson, com entrada gratuita.

Embora a Casa Thomas Jefferson seja conhecida principalmente por promover o ensino da língua inglesa, ela prima também pela difusão da arte e da cultura, por acreditar que agregam valor ao conhecimento dos alunos e da comunidade. Ao longo do ano, diversos projetos culturais foram realizados, como exposições, concertos e outros.

Sobre o artista plástico – Alexandre Zilahi

Zilahi possui habilitação em Artes Plásticas e cursou Mestrado em Artes Visuais na Unesp. Estudou desenho, pintura a óleo/acrílica e xilogravura com grandes mestres. Arranjador e regente iniciou seus estudos musicais na infância. Estudou na Escola Municipal de Música de São Paulo e Composição na Unicamp. Dirigiu e criou inúmeros grupos corais e atuou como maestro arranjador. A sua sensibilidade, maturidade, pesquisa e o seu talento aliados o capacitam a galgar um lugar de destaque na intersecção das artes visuais e da música. Alexandre residiu e trabalhou em Uberlândia durante muitos anos e conserva, com afeto, os seus vínculos pessoais e profissionais na cidade.

Serviço

Exposição ‘Música, Tons e Cores’

Data: 14 de março a 30 de abril

Horário: das 18h às 21h

Visitação até 30/4 | segunda a sexta, das 9h às 19h | sábados, das 9h às 12h

Local: Casa Thomas Jefferson – Rua Otília Souza Oliveira 75 – Morada da Colina – Uberlândia, MG

Entrada gratuita

Fonte: Assessoria Serifa

Participe do nosso grupo Whatsapp