Artigos

Ações do Outubro Rosa impulsionam realização de exames de mamografia na rede

Em comparação com mês anterior, aumento de mulheres que realizam procedimento foi de 57%

Mais de 3,2 mil mamografias foram realizadas nas unidades de saúde da rede pública de Uberlândia, em outubro. O número é 57,2% maior que o registrado em setembro. O aumento é conseqüência de todo trabalho realizado pelo Município durante o Outubro Rosa – campanha que alerta sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e também de colo do útero.

Durante o mês, a atenção primária realizou um mutirão de agendamento de mamografia de acordo com faixa etária, além de coleta de citologia para exame de papanicolau e diversas atividades para conscientização do autocuidado.

“Focamos no trabalho de prevenção contra o câncer de mama e de colo uterino para que alcançasse um grande número de mulheres, principalmente aquelas que não frequentam as unidades de saúde. Os exames preventivos, como mamografia e papanicolau, ajudam a identificar de forma precoce alguns tipos de câncer. Quando isso acontece, as chances de cura aumentam”, afirmou a coordenadora da Atenção Primária, Karina Kelly Oliveira.

A coordenadora também ressalta que, com o acolhimento na unidade, as pacientes receberam todas as informações e orientações, como a realização do autoexame. “Ele é importante para que a mulher conheça seu corpo e perceba com facilidade qualquer alteração”, contou.

A realização do exame de citologia – que previne o câncer de colo do útero – também cresceu durante a campanha do Outubro Rosa. Durante todo o mês, a rede primária efetuou 3.765 testes, o que significa um aumento de 10,5% em comparação ao mês anterior.

Prevenção permanente

O cuidado preventivo é intensificado em outubro, mas acontece permanentemente na rede. As equipes de saúde realizam, mensalmente, a programação dos exames de citologia e mamografia das mulheres sob os seus cuidados. Um exemplo disso é o aumento de 32% registrado pelo Município nos exames de mamografia entre os anos 2016 para 2017.

Segundo a coordenadora, o município oferta uma grande quantidade de vagas para a realização da mamografia, fazendo com que não haja demanda reprimida para realização do procedimento.

Fonte: Secom PMU