Uberlândia

Prefeitura Universitária promove arte do grafite nos campi

Painel com rosto do artista Grande Otelo é destaque na universidade

Aluno do curso de Artes Visuais da UFU, Lucas Castro, pinta painel com rosto de Grande Otelo (Foto: Fabiano Goulart)

O grafite, arte caracterizada por inscrições e desenhos em locais públicos, oriundo da cultura hip-hop, representa um tipo de expressão que pode ser desenvolvida com propósito educativo, reflexivo, de conscientização etc. Tendo como objetivo compreender nos espaços comuns da UFU contribuições artísticas que transmitam algum tipo de mensagem educativa de forma não convencional, a Prefeitura Universitária decidiu trazer, pela primeira vez, o grafite para os muros da universidade.

De acordo com o Prefeito de Campus, João Jorge Damasceno, o projeto, além de passar ideias através da comunicação não verbal, aproximando arte urbana da realidade acadêmica, tem o objetivo de homenagear pessoas importantes para a cidade e para a universidade. A primeira arte em mural feita foi pensada estrategicamente para tapar algumas pichações – atividades de escrita ou rabiscos sobre muros de forma ilegal – que já existiam em alguns locais do campus.

Para a realização deste projeto, foi feita uma parceria entre a Prefeitura Universitária e dois artistas plásticos que desenvolveram o desenho de

Esse tipo de arte urbana, que contribui para constituir a identidade visual de um determinado lugar, é, por vezes, pouco valorizada, “mas que nós da UFU valorizamos bastante”, enfatiza Damasceno. Sendo assim a proposta é que haja pelo menos um grafite em cada um dos sete campi, relacionados sempre ao tema respeito. “Como a Universidade é laica, suprapartidária, o tema que a Prefeitura adotou será sempre esse”.

Para o estudante de Artes Visuais da UFU, Lucas Castro, que grafita desde os 12 anos e foi responsável pela pintura do painel do Grande Otelo, essa iniciativa promove, além de uma maior visibilidade para diferentes tipos de arte urbana, o respeito e a igualdade. “Muitas vezes o grafite é visto como arte marginalizada, ou nem é visto como arte, e ter o primeiro muro externo da UFU pintado é importante para mostrar que a universidade respeita esse tipo de arte, além de fazer outras pessoas conhecerem e se conectarem”, ressalta o artista.

Lucas Castro e o graduado em Artes Visuais pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Patrick Melgaço, produziram o painel em homenagem à Grande Otelo e, apesar de integrarem um coletivo que produz grafites em diversos locais de Uberlândia, esta é a primeira vez em que trabalham conjuntamente com reprodução de imagem de uma pessoa. “Está sendo uma grande honra, uma experiência incrível”, enfatiza Castro.

Por ser um projeto piloto, os próximos locais que terão a arte nos muros ainda não foram decididos, entretanto as pinturas continuarão a ser feitas com outros temas, como proteção dos animais, conscientização contra o racismo e respeito à diversidade. Para uma próxima pintura, existe a ideia de reproduzir a imagem do Dr Warwick Estevam Kerr, cientista internacionalmente reconhecido que faleceu recentemente, “nome que a UFU é unânime em aceitar como um grande professor da casa”, concluiu o Prefeito Universitário.

comunica.ufu.br