Uberlândia

Prefeitura realiza obras de adaptação e restauração do Cineteatro Grande Otelo

Como o espaço é tombado pelo Patrimônio Histórico e Cultural do Município, os trabalhos no local têm sido feitos por equipe multidisciplinar, de forma minuciosa, para preservar a autenticidade e originalidade dos elementos construtivos

As obras de adaptação e restauração do Teatro Grande Otelo, conduzidas pela Prefeitura de Uberlândia, por meio da Secretaria Municipal de Obras, estão em fase de reforço estrutural. Tombado como Patrimônio Histórico e Cultural do Município, o prédio da avenida João Pinheiro, datado de 1966 e que já abrigou um cinema, passa por um minucioso trabalho para preservar a autenticidade e originalidade dos elementos construtivos. Também estão em andamento execução de cobertura, construção de depósito técnico abaixo do palco, novas alvenarias e muros de divisa.

Até o momento, 20% do projeto foi concluído, uma vez que cada detalhe precisa de um cuidado e uma atenção maiores do que os exigidos por obras comuns. Todo o serviço é executado por equipe multidisciplinar, com profissionais devidamente habilitados, que têm como prioridade evitar a degradação do material original, evitando-se, inclusive, equipamentos, produtos e materiais que ponham em risco a integridade da obra, bem como técnicas cujos resultados descaracterizem a edificação. A equipe é contratada pela empresa especializada vencedora da licitação, a Minas Construções e Restaurações Ltda.

O projeto de adaptação e restauro do Teatro Grande Otelo tem como objetivos tanto a recuperação do imóvel quanto a adaptação do teatro para as demandas artísticas atuais da cidade. Dessa forma, pretende-se recuperar o uso original como cinema, em paralelo ao teatro, e criar um memorial para o famoso artista uberlandense que dá nome ao local, Sebastião Bernardes de Souza Prata, o Grande Otelo, que faleceu aos 78 anos em novembro de 1993.

Os serviços já realizados no Cineteatro Grande Otelo incluíram: limpeza da edificação; demolições internas necessárias, com a retirada das esquadrias a serem restauradas; construção do depósito abaixo do palco; novas alvenarias internas; muro de divisa dos fundos da edificação; estrutura de fixação e apoio da cobertura metálica, inclusive com a colocação das telhas metálicas; ligações básicas para a obra, como a de água e de esgoto; saídas de águas pluviais; e instalação do padrão de energia. Após execução dos serviços estruturais, serão instalados todos os equipamentos de iluminação, sonorização, climatização, assentos e demais acessórios e acabamentos.

Foto: Cleiton Borges/Secretaria de Governo e Comunicação- PMU

Secom PMU