Uberlândia

Prefeito Odelmo Leão inaugura novo Ambulatório Municipal de Oftalmologia

Espaço amplo e acessível garantirá atendimento mais apropriado e confortável à população

A população de Uberlândia recebeu, na manhã de hoje (27), um espaço ainda mais apropriado e confortável para a realização de consultas oftalmológicas no município. O prefeito Odelmo Leão participou da solenidade de inauguração da nova sede do Ambulatório Municipal de Oftalmologia – Case, que saiu do bairro Vigilato Pereira e, agora, passa a atender na avenida Floriano Peixoto, 1.125, no Centro, Anexo III.

A mudança de espaço tem sido planejada pela Secretaria Municipal de Saúde desde o início de 2017, conforme explicou o prefeito Odelmo Leão. “Essa é mais uma ação que comprova nosso compromisso em recuperar as áreas essenciais, como a Saúde, em benefício do povo. Portanto, tínhamos como meta encontrar um local com mais conforto para as pessoas que necessitam de atendimentos nesta área. Com gestão responsável e respeito à população, conseguimos mais esse avanço”, destacou.

Além do Ambulatório Municipal de Oftalmologia, o Anexo III abriga, desde junho, o setor de Vigilância Sanitária e, em breve, a Diretoria em Gestão de Pessoas da Secretaria Municipal de Saúde (DGP).

Mais acesso e comodidade

Para o Secretário Municipal de Saúde, Gladstone Rodrigues, outra vantagem da unidade é a sua localização. “Pensamos um local que gerasse mais facilidade de acesso possível à comunidade. Com um prédio amplo e bem próximo do Terminal Central, pessoas com deficiência visual, crianças, idosos e demais pacientes poderão chegar facilmente para o atendimento”, destacou.

Uma das pacientes atendidas hoje foi Ana Luiza Caixeta, filha do motorista Luiz Carlos Viana. “Eu levei a Ana no postinho porque ela estava reclamando que se sentasse longe do quadro na sala de aula ela enxergava tudo embaçado. De lá, recebemos o encaminhamento para o Centro e estou achando o local bem confortável, tranquilo, com rápido atendimento e tenho certeza que o problema da minha filha será solucionado”, afirmou Luiz Viana.

Edna Aparecida Souza, de 57 anos, também aprovou a nova localização. “Eu sou diabética e faço acompanhamento no Centro há quatro anos. Aqui ficou bem mais perto do que o outro, pois está no centro, próximo ao Terminal e o acesso é muito melhor”.

Estrutura

Nos últimos dois anos, aproximadamente 20 mil pessoas foram atendidas no ambulatório. Este grande volume de consultas (uma média de quase 40 a cada dia útil) gerou a necessidade de um local capaz de comportar mais salas e móveis. O equipamento funcionará na antiga sede do Juizado Especial do Tribunal de Justiça de Minas Gerais na cidade.

No novo espaço, com mais do dobro do tamanho, o serviço poderá ser executado em cinco consultórios, três a mais do que na antiga estrutura. O ambiente terá, ainda, novos móveis, sistema refrigerado para armazenamento de medicamentos e um sistema de comunicação interna mais informatizado.

Serviço essencial

Desde novembro de 1995, o ambulatório oferece gratuitamente consultas oftalmológicas completas, que incluem exames de refração, tonometria, fundoscopia e biomicroscopia. Durante os processos, também são colhidas informações arteriais e glicêmicas.

Por meio de convênio entre a prefeitura e clínicas da cidade, o ambulatório encaminha pacientes para exames específicos, como paquimetria, campimetria computadorizada, retinografia, dentre outros. Sem contar o acompanhamento de pessoas com glaucoma, além de estudantes da rede municipal de ensino que são identificados com sintomas de baixa visão pelo Programa de Saúde Escolar.

Os atendimentos são feitos após encaminhamentos da rede de atenção primária. Ou seja, após triagem nas Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSF) e Unidades Básica de Saúde (UBS).

Fonte: Secom PMU