Uberlândia

Laje de arquibancada do Parque Aquático foi totalmente concretada

Cerca de 120 toneladas de concreto armado foram utilizados na área de 130 m²; obra foi retomada neste ano pelo prefeito Odelmo Leão

Terminou nesta semana a etapa de concretagem da arquibancada no Parque Aquático. Seis caminhões carregados com 120 toneladas de concreto foram injetados na edificação destinada ainda à convivência das equipes técnicas. As obras, paralisadas desde 2013, foram retomadas em janeiro deste ano pelo prefeito Odelmo Leão e estão com 75% de execução.

Ao todo, a área possui 130 m³ e foi construída a uma altura de três metros, para proteger o público do sol e da chuva, próximo ao bar e lanchonete. “Já com a arquibancada finalizada, nos próximos 45 dias os trabalhos se voltarão para a última etapa da galeria técnica, que fica ao redor da piscina”, afirmou Norberto Nunes, secretário municipal de Obras.

Com parte da infraestrutura da piscina finalizada, os mais de 20 operários realizam, simultaneamente, a impermeabilização da piscina, com o reboco, juntas de dilatação e revestimento já completos. Agora o fundo da estrutura é o próximo local a ser vedado. A instalação dos elevadores e a construção da rampa de acesso à avenida Anselmo Alves dos Santos também estão no cronograma de execução.

Sobre o Parque Aquático

Construído ao lado da Arena Multiuso Presidente Tancredo Neves (Sabiazinho), o complexo tem área total superior a 6 mil m² e contará com arquibancadas para aproximadamente 1,3 mil pessoas, uma piscina olímpica semi-aquecida (25x50m e 3m de altura), que segue todas as exigências da Federação Internacional de Natação (Fina), além de área de alimentação, sanitários e galeria técnica de 1.200 m².

As obras contam com recursos na ordem de R$ 5,9 milhões, por meio do convênio firmado entre a Prefeitura de Uberlândia, Governo de Minas e Governo Federal. A Administração Municipal, que é a gestora executiva do projeto, fez a doação do terreno e efetuou as obras de terraplanagem. A partir de agora, para dar continuidade ao projeto, entrou também com aporte de mais de R$ 850 mil para pagar ajustes do contrato (correções e atualizações do custo da obra).

Fonte: SECOM PMU