Uberlândia

Dmae alerta sobre descarte de óleo de cozinha na rede de esgoto

Cerca de 180 litros por hora são descartados incorretamente na rede; produto provoca entupimento

O simples ato de jogar o óleo de cozinha usado na pia pode causar problemas tanto ao meio ambiente quanto aos usuários do sistema de esgotamento sanitário. Esse material em contato com a rede de esgoto adere à tubulação, acumula-se e causa entupimentos, provocando o refluxo dentro do imóvel ou extravasamento nas ruas e poços de inspeção. Um litro de óleo de cozinha chega a poluir cerca de 1 milhão de litros de água.

Um levantamento feito pelo Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) constatou que cerca de 180 litros por hora de óleo são descartados incorretamente na rede. A autarquia gasta mensalmente cerca de R$ 150 mil para limpeza dos descartes, retirando 120 toneladas de resíduos sólidos das ETEs e elevatórias de esgoto. Além de óleo e graxa, restos de alimentos, preservativos, absorventes, fraldas descartáveis e embalagens de produtos de beleza estão entre os materiais que mais obstruem as redes de esgoto no município.

De acordo com o gerente de Tratamento de Esgoto do Dmae, Marcelo Costa, o descarte incorreto de óleo na rede de esgoto é um dos principais causadores de problemas como entupimento e refluxo. “O óleo usado descartado na rede funcionacomo uma cola, que junto a outros materiais, como fio de cabelo, fio dental e plástico, forma uma camada espessa que acaba entupindo a rede”, explicou. Para o descarte correto do produto, a coleta seletiva e as cooperativas de reciclagem estão disponíveis para a população, além do ponto de coleta localizado na sede do Dmae.

Piche na rede

Há cerca de 15 dias, uma grande quantidade de piche foi parar na Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Uberabinha, situação que causou problemas nas tubulações e máquinas. Esse é um dos casos recorrentes de materiais descartados incorretamente na rede. De acordo com Costa, ocorrências de piche e graxa na rede, como o que aconteceu no último dia 8, comprometem a eficiência da ETE porque danificam os mecanismos de tratamento.

Esgoto doméstico

Os equipamentos da estação são projetados para receber o esgoto doméstico e processar o tratamento. Por essa razão, o objeto estranho à rede, além de comprometer o sistema, acarreta uma sobrecarga de trabalho na operação. “O descarte incorreto de lixo pode, muitas vezes, prejudicar o próprio morador, pois se a rede entope, pode se romper, causando vazamentos na rua e até mesmo refluxo dentro das casas”, completou Marcelo.

Onde descartar o óleo de cozinha usado?

Pontos de coleta:

Sede Administrativa do Dmae (avenida Rondon Pacheco, 6400, Tibery)

Caminhão da Coleta Seletiva (https://bit.ly/2JwHkr2)

Cooperativas de reciclagem (https://bit.ly/2QizVMy)

Cuidados essenciais: Coloque sempre em litros plásticos (como as garrafas pet) e vede bem.

Fonte: Secom PMU