Uberlândia

Corredor Leste e Terminal Novo Mundo começam a operar no próximo sábado (21)

Novo BRT vai beneficiar mais de 50 mil usuários do transporte público do setor leste de Uberlândia

Uberlândia está prestes a ganhar um novo corredor de ônibus depois de 12 anos. Começam a operar, a partir das 4h30 do próximo sábado (21), o Corredor Estrutural Leste da avenida Segismundo Pereira e o Terminal Novo Mundo. Baseado no sistema Bus Rapid Transit (BRT) e totalmente interligado ao Sistema Integrado de Transporte (SIT), os novos equipamentos vão disponibilizar 14 linhas de ônibus, das quais três são novas, para beneficiar diretamente a mobilidade de mais de 50 mil pessoas no setor leste da cidade.

O corredor implantado pela Prefeitura de Uberlândia na Segismundo Pereira tem 6 km de extensão e liga o Terminal Novo Mundo ao Corredor Estrutural Sudeste (da avenida João Naves de Ávila) por meio de 11 estações acessíveis localizadas no canteiro central da via. Em operação, não só vai garantir mais agilidade, conforto e segurança no deslocamento dos usuários ao Centro (Terminal Central), como também vai permitir integrações com os demais terminais da cidade.

Moradores de cerca de dez bairros serão diretamente beneficiados. Dentre eles: Santa Mônica, Segismundo Pereira, Novo Mundo, Alvorada, Morumbi, Sucupira, Joana D’arc, São Francisco, Dom Almir e Prosperidade. “Apesar dos desafios do Município, temos trabalhado intensamente para voltar a oferecer o melhor transporte público à população e um serviço cada vez mais acessível, contribuindo para que a cidade seja ainda mais sustentável”, ressaltou Divonei Gonçalves, secretário de Trânsito e Transportes.

Terminal Novo Mundo

Para comportar a demanda e viabilizar toda a operação das novas linhas pelo corredor, a estrutura do Terminal Novo Mundo conta com duas plataformas destinadas ao embarque e desembarque dos passageiros, incluindo os com mobilidade reduzida. O local é o sexto terminal de integração na cidade e será administrado pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settran). Fiscais de transporte e colaboradores das concessionárias estão aptos a orientar os usuários sobre a nova operação.

Mais estacionamentos e fluxo equilibrado

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Settran), para operação do BRT, também realizou melhorias na sinalização da avenida Segismundo Pereira. Benfeitorias que, inclusive, ampliaram o número de vagas de estacionamento tanto na via quanto nas transversais.

Isso foi possível porque a faixa da direita da Segismundo Pereira será dedicada ao estacionamento de veículos, bem como foram marcadas novas vagas nas vias transversais. Em relação ao trânsito de veículos, enquanto as linhas de ônibus vão operar na faixa esquerda exclusiva para BRT, os demais automóveis deverão transitar pela faixa central da avenida.

Em outra frente de trabalho, a Settran realizou ajustes nas travessias elevadas da avenida e também sincronizou os semáforos que funcionam ao longo da via (de acordo com o fluxo de veículos).

12 anos depois

O Corredor Estrutural Leste será o segundo BRT construído e colocado em operação pela Prefeitura de Uberlândia desde 2006. Naquele ano, durante o primeiro mandato do prefeito Odelmo Leão (2005-2008), foi inaugurado o primeiro projeto para a cidade. Trata-se do Corredor Estrutural Sudeste sobre a avenida João Naves de Ávila, que revolucionou o transporte público da cidade.

As obras do novo Corredor Leste integram o programa Uberlândia Integrada, que contempla a expansão do SIT, por meio de BRTs, com a construção ainda de outros quatro corredores com terminais no município (Sudoeste, Oeste, Norte e Sul).  Os trâmites para financiar o projeto foram iniciados em 2012, já no segundo mandato do prefeito Odelmo Leão (2009-2012), dentro do programa Pró-Transportes, do Ministério das Cidades. São mais de R$ 100 milhões para as obras de mobilidade urbana.

Em janeiro de 2017, quando o prefeito Odelmo Leão retornou para um terceiro mandato, as obras do Corredor Leste foram encontradas inacabadas, sendo necessária gerência da administração municipal junto à empreiteira licitada para garantir que o serviço fosse entregue definitivamente à população.

Secom PMU