Uberlândia

Condições de viadutos, pontes e passarelas de Uberlândia serão mapeados em projeto de extensão da UFU

Você sabe quais as condições de pontes, viadutos e passarelas de Uberlândia? É em busca desta resposta que uma equipe formada por professores, estudantes e técnicos administrativos da Faculdade de Engenharia Civil da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) têm se empenhado.

Até o final do projeto, em outubro de 2020, serão vistoriadas as 83 unidades cadastradas. São 51 viadutos, 19 pontes e 13 passarelas mapeadas na cidade de Uberlândia (não inclui obras nos distritos). Segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Uberlândia tem a 20ª maior frota de veículos do Brasil. Para manter o fluxo de trânsito na cidade, com segurança, é necessário que viadutos, pontes e passarelas estejam em boas condições. “É de fundamental importância que inspeções periódicas sejam realizadas, evitando, desta maneira, possíveis falhas de utilização destas estruturas”, explica o coordenador do projeto e professor da UFU, Rodrigo Gustavo Delalibera.

Após a inspeção serão realizados estudos estatísticos com o intuito de verificar quais os principais problemas estruturais destas obras. Confira alguns aspectos que serão avaliados pela equipe:

Existência de armaduras expostas;
Existência de fissuras;
Condições dos aparelhos de apoio;
Condições das juntas de dilatação;
Condições dos tabuleiros e passeios;
Condições dos sistemas de drenagem;
Condições dos dispositivos de segurança.

Aprender na prática

Professor Rodrigo Gustavo Delalibera orienta equipe durante vistoria (Foto: Milton Santos)
Apesar de nível de análise ser preliminar, Delalibera pondera que a experiência é muito importante para a formação de novos engenheiros. “Para os discentes será uma ferramenta fundamental para o aprimoramento de sua formação técnica profissional. O intuito é conferir aos discentes como realizar vistorias em obras de artes, identificando possíveis falhas (do tipo estrutural, de sinalização, de mobilização, etc)”.
A intenção é, ao final do trabalho, publicar livro e artigos sobre o projeto, além de produzir o relatório técnico.

Assessoria