Uberlândia

Aquecedores começam a ser instalados no Parque Aquático

Ao todo, 20 equipamentos serão responsáveis por aquecer mais de três milhões de litros de água

Retomadas em janeiro deste ano pelo prefeito Odelmo Leão, as obras do Parque Aquático Municipal já contabilizam avanços importantes. Nesta semana, os 20 aquecedores da piscina olímpica começaram a ser instalados. Os equipamentos têm, em conjunto, capacidade para esquentar mais de três milhões de litros de água.

 

            Simultaneamente, os mais de 20 operários montam ainda a laje da galeria técnica, limpam o fundo da piscina e fazem tratamento das arquibancadas para garantir a impermeabilidade da estrutura de alvenaria. Nos próximos dias, acontece a concretagem da galeria e o início do processo de impermeabilização da piscina, bem como a montagem das partes hidráulicas e elétricas dos aquecedores.

            “São inúmerosos benefícios que o Parque Aquático vai trazer para a população de Uberlândia. Nós teremos estrutura adequada para incentivar a prática de esportes na água, formar atletas e receber competições de alto rendimento. A conclusão das obras é uma das prioridades da gestão e foi determinada pelo prefeito Odelmo Leão”, explicou   o secretário de Obras, Norberto Nunes

 

O Parque

 

Construído ao lado da Arena Multiuso Presidente Tancredo Neves (Sabiazinho), complexo tem área total superior a 6 mil m²  e contará com arquibancadas para aproximadamente 1,3 mil pessoas, uma piscina olímpica semi-aquecida (25x50m e 3m de altura), que segue todas as exigências da Federação Internacional de Natação (Fina), além de área de alimentação, sanitários e galeria técnica de 1.200 m².

As obras contam com recursos na ordem de R$ 5,9 milhões, por meio do convênio firmado entre a Prefeitura de Uberlândia, Governo de Minas e Governo Federal. A Administração Municipal, que é a gestora executiva do projeto, fez a doação do terreno e efetuou as obras de terraplanagem. A partir de agora, para dar continuidade e finalizar o projeto, entrou também com aporte de mais de R$ 850 mil para pagar ajustes do contrato (correções e atualizações do custo da obra).

Histórico

De autoria do prefeito Odelmo Leão, o projeto teve início em 2008 graças a uma emenda parlamentar do ex-deputado federal João Bittar. A emenda resultou posteriormente em um convênio firmado entre a Prefeitura de Uberlândia, o Governo de Minas e o Governo Federal.

Secom PMU