Segurança pública

Segurança Pública – Alô Uberlândia – 05/04/24

Por Cássia Bomfim

Em Uberlândia-MG tráfico de drogas é combatido pela PMMG
Parar não é uma opção. Militares da PMMG da 9ª Região da Polícia Militar (RPM) fazem constantes “batidas” pela cidade no intuito de coibir e combater o tráfico de drogas. Seja durante o dia ou nas longas noites/madrugadas, as equipes realizam este trabalho e a participação ativa da população, por meio de denúncias, é fundamental. Nesta quinta-feira (04), período da tarde, no bairro Luizote de Freitas, os militares, durante patrulhamento preventivo, agiram rápido na Rua João Batista Coelho. Um homem, estava saindo de um imóvel, casa desabitada e conhecida como sendo ponto de tráfico de drogas, ao perceber a presença dos militares, rapidamente mudou a feição e se assustou, o que levantou suspeita. A PM então deu ordem de parada, mas o autor retornou para o interior do imóvel e os militares o alcançaram. Após busca pessoal, foi localizado um “saquinho” plástico transparente dentro da cueca do autor (não é somente dinheiro que se escondem neste local) e dentro dela havia 36 porções de crack, oito porções de maconha e 14 reais em dinheiro (cédulas de pequeno valor). O autor, 33 anos, recebeu voz de prisão em flagrante e teve garantido todos os direitos constitucionais. Indagado sobre os fatos, optou pelo silêncio, posteriormente foi conduzido até a UAI (Unidade de Atendimento Integrado) do bairro Roosevelt, onde foi atendido e, posteriormente entregue na Delegacia de Plantão. O autor afirmou que é morador de rua e não quis apontar nenhum endereço ou meio de contato.

Mais drogas encontradas – agora no bairro Luizote de Freitas

Ocorrência na rua Augusto Machado, final da tarde de quinta-feira (04). Em operação de enfrentamento à criminalidade na cidade de Uberlândia, durante patrulhamento, conhecido como sendo ponto de tráfico por se tratar de uma casa desabitada e abandonada, inclusive no local não possui móveis, água encanada nem energia elétrica. A guarnição avistou um homem no portão, mas ao avistar a presença da PM, “deu no pé”, correu para os fundos e jogou fora um recipiente plástico, mas os policiais conseguiram abordá-lo. Após busca pessoal, nada de ilícito foi encontrado com o autor. Entretanto, o objeto lançado fora pelo autor foi arrecadado e dentro havia 46 porções de crack, 12 porções de cocaína e R$31,30 em dinheiro (cédulas de pequeno valor). O “fujão” recebeu voz de prisão em flagrante, além de ter garantido os direitos constitucionais. Quando os policias perguntaram sobre as drogas, o cidadão utilizou o direito de permanecer calado (afinal conhece “seus direitos” e os usou), entretanto, fez questão de ironizar o Sistema Judiciário afirmando: “Não vai dar nada, vou lá jantar e amanhã saio na custódia, já, já, tô de volta aqui de novo” (até tú brutus tem influência?!). Enfim, cumprindo a Lei (para os policiais), o “pagador de impostos e/ou vítima da sociedade” foi conduzido até a UAI (Unidade de Atendimento Integrado) do bairro Roosevelt, atendido e conduzido para a Delegacia de Plantão. De acordo com a ocorrência, a PM constatou que este autor é reincidente, já fora preso em outras duas ocasiões pela mesma guarnição policial e em todas as ocasiões pelo mesmo crime: tráfico de drogas. “É mole?!….”

Os trabalhos da PMMG não param – pela manhã houve encontro de cadáver

O fato aconteceu na avenida Divino Adão Moura, no bairro Santa Luzia. Acionados pelo Copom, policiais militares compareceram no local onde teria uma vítima de morte natural. Segundo relatos da testemunha, o irmão, de 69 anos de idade e tinha Hanseníase e devido a enfermidade, já havia amputado parte da perna esquerda. Ainda, de acordo com o familiar, ele estava bem debilitado e na noite anterior ao chegar hoje na casa onde residia, constatou que a vítima já se encontrava sem vida e estava com rigidez cadavérica. A viatura de resgate dos Bombeiros esteve no local e confirmou o óbito. Não local não há sinais de violência.

Imagens: Polícia Militar/MG