Segurança pública

Polícia Civil deflagra operação contra estelionatários em Uberlândia

Na manhã desta quinta-feira (29/6), a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) realizou uma operação visando combater a atuação de uma organização criminosa que praticava fraudes em Uberlândia, Triângulo Mineiro. Apurações apontam que o grupo utilizava documentos falsos para abrir empresas fantasmas e, com os documentos fraudulentos, aplicava golpes contra dezenas de vítimas.

A desarticulação da organização criminosa teve início a partir de investigações coordenadas pelo delegado regional Gustavo Abrahão Anai. O Poder Judiciário, então, emitiu os mandados de busca e apreensão, e os policiais civis foram a diversos endereços arrecadar os materiais que servirão de base para os inquéritos em andamento. Foram recolhidos computadores, notebooks, telefones celulares e cartões que serão periciados.

Segundo o delegado, a operação foi denominada Dublê em alusão ao principal alvo, que estava usando documentos de pessoas que possuíam o mesmo prenome ou o sobrenome de vítimas, o que facilitava o cometimento dos crimes. De acordo com Gustavo Anai, as investigações continuarão, inclusive com a identificação de demais envolvidos na prática criminosa.

Na ação de hoje, os policiais civis cumpriram oito mandados de busca e apreensão em empresas constituídas em nome dos investigados e também em um escritório de contabilidade. Este, conforme apurado, teria sido usado para a constituição de empresas fantasmas e por possíveis colaboradores nos crimes. Os responsáveis por participação no esquema poderão ser indiciados por estelionato e uso de documento falso.

Fonte: ASCOM-PCMG