Segurança pública

POLÍCIA CIVIL DE UBERLÂNDIA APREENDE PLACAS SOLARES E PRENDE 2 PESSOAS

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), por meio da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil, prendeu ontem (quinta-feira, dia 14), em Uberlândia, dois homens acusados de receptação de placas de aquecimento solar, adquiridas mediante fraude. Os indivíduos foram presos na porta de um condomínio de luxo no bairro Nova Uberlândia na posse de vinte dos equipamentos que estavam num veículo.

A prisão dos acusados foi feita por investigadores da Inspetoria de Polícia que, após a prisão e a apreensão do material ainda recuperaram mais 10 placas no bairro no bairro Planalto e outras duas, danificadas, na casa de um dos suspeitos de participar do crime, residente no bairro Jardim Hebron. Outras oito já tinham sido instaladas em residência de pessoas que teriam adquirido o produto.

Os investigadores elucidaram o crime após a vítima, um empresário de Betim, ter vendido as 40 placas a um estelionatário de Carandaí, que se passou por dono de uma construtora e utilizou documentos da firma para provar a suposta idoneidade. Somente depois do material entregue ao estelionatário e as placas vindo para Uberlândia é que ele descobriu ter sido vítima de um crime.

De acordo com a Polícia Civil, a negociação tinha sido feita no dia 4 de dezembro e a entrega ocorreu quatro dias depois. Interrogados sobre o caso, os presos, com idades de 21 e 34 anos, não apresentaram versões convincentes e foram autuados por estelionato. Um deles, segundo foi apurado, já tem antecedentes criminais pelo mesmo delito. Ambos foram levados para o presídio Jacy de Assis.

O dono das placas, que havia descoberto que o material de sua empresa, estava sendo negociado em Uberlândia, esteve na cidade ontem, reconheceu o bem e está tratando de levá-lo de volta para Betim.

Produzido pela Assessoria de Imprensa da 1ª DRPC de Uberlândia (MG)