Segurança pública

PF SEGUE INVESTIGAÇÕES SOBRE VACINAS CONTRA COVID-19 DE ORIGEM ILÍCITA

Belo Horizonte/MG – A Polícia Federal informa, em complemento à nota divulgada na noite de ontem, 30/3/2021, que as investigações referentes à Operação Policial “CAMAROTE” resultaram na prisão em flagrante, por infração do artigo 273, do Código Penal Brasileiro, da mulher que se passava por enfermeira e foi ouvida na sede da PF em Belo Horizonte na mesma data.

O material apreendido durante as diligências de ontem já estão sendo periciados, para identificação de que substância se tratava.

As investigações continuam, com oitiva das pessoas que teriam sido vacinadas pela mulher e demais pessoas que a teriam indicado para terceiros. As outras duas pessoas que também prestaram depoimento na noite de ontem e foram liberadas tornarão a ser ouvidas.

A presa foi encaminhada para a penitenciária Estêvão Pinto, nesta Capital, e poderá cumprir até 15 anos de reclusão, se condenada.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde, a Polícia Federal prossegue com seu trabalho.

Fonte: MG/SR – Comunicação Social

ASSISTA AS LIVES DO CANAL ALÔ UBERLÂNDIA NO FACEBOOK