Segurança pública

PCMG prende quatro durante investigação sobre clínica de reabilitação

Quatro pessoas foram presas em flagrante pela Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), na tarde dessa quinta-feira (23/11), pelos crimes de sequestro, cárcere privado, maus-tratos e organização criminosa, cometidos em um centro terapêutico para dependentes químicos de Monte Carmelo, no Triângulo Mineiro.
As investigações tiveram início após denúncias recebidas pela Delegacia Regional em Patrocínio, que teve acesso a vídeos que circularam por redes sociais levantando suspeitas sobre as atividades do proprietário da clínica.

Durante depoimentos, a PCMG constatou a situação de sequestro e cárcere privado, resultando na prisão em flagrante do proprietário do estabelecimento, de 70 anos, e de outros três funcionários, de 28, 40 e 53 anos.

Ainda durante levantamentos na clínica, foram encontrados indícios dos crimes cometidos contra os internos. No local, os policiais verificaram o uso de cadeados para prender os pacientes nos quartos e a utilização de uma camisa de força. Além disso, o proprietário da clínica manteria os internos em cárcere, exigindo o pagamento de multas exorbitantes para libertação, enquanto ameaçava e monitorava os contatos com as famílias deles.

A ação contou com a parceria da Polícia Militar e da 2ª Promotoria da Comarca de Monte Carmelo. O serviço de Assistência Social do Município de Monte Carmelo também foi acionado, ficando responsável pelo acompanhamento dos internos.

As investigações continuam.

ASCOM-PCMG