Segurança pública

Alô Uberlândia – 29/04/24

Por cássia Bomfim

Tráfico de Drogas – Eles usaram algumas artimanhas, mas a “casa caiu”

Mais um trabalho intenso no combate ao tráfico de drogas em Uberlândia-MG. Guarnições da Polícia Militar (PMMG), durante operação antidrogas na rodovia, recebeu, neste domingo (28), informações de um carregamento de drogas para a cidade de Uberlândia, com a possibilidade de “escoamento/descarga” em um galpão, localizado nas proximidades da rua Itabira, no bairro Daniel Fonseca. O detalhe é que a “carga maldita” estava endo escoltada em comboio por um veículo WV Gol de cor vermelha. Com as informações repassadas e as guarnições PM, juntamente com o CPU do 32º Batalhão da Polícia Militar (BPM), iniciaram buscas ao caminhão, bem como ao possível “depósito” (galpão). Em diligências os militares conseguiram localizar, na rua Itabira, um local com as características repassadas através da denúncia, inclusive com uma entrada que permitia acesso de carreta. Os policiais indagaram alguns moradores ao entorno sobre o local/galpão. Por “coincidência”, vizinhos informaram que minutos antes da chegada da guarnição policial, um caminhão do tipo Bi Trem com carroceria de madeira, havia entrado no galpão e permanecido por aproximadamente 20 minutos e que ao sair havia um veículo Gol de cor vermelha acompanhando toda a movimentação. Enquanto os policiais estavam apurando os fatos chegou ao local um indivíduo, que se identificou como proprietário do imóvel. Assim, os PMs, repassaram as informações sobre a denúncia e o proprietário se prontificou para que o local fosse vistoriado. De imediato ele abriu os cadeados do portão que fechava o terreno e franqueou o acesso ao imóvel. As guarnições realizaram buscas intensas em todo o galpão. Depois de, aproximadamente, 40 minutos, localizaram, escondido no telhado de uma estrutura construída dentro do galpão e atrás de galões de produtos, em um corredor ao lado da construção, diversos fardos lambuzados de graxa. Após limparem tudo, constataram que eram
de fardos semelhantes aos utilizados para transporte de arroz, mas dentro deles não havia sequer um grão do produto comestível. Nas referidas embalagens havia muitos tijolos/ barras” embaladas em invólucros plástico da cor roxa que continham maconha. Depois de todo o trabalho dos policiais militares, após a limpeza e separação dos “tijolinhos da tortura”, foi efetuada a contagem e pesagem do material, totalizando 767 barras, o que chega a aproximadamente: 819 kgs de droga, mas a “caixinha de surpresas” não havia terminado. Além da “verdinha”, a PM ainda localizou escondidinhos dois veículos sem origem definida, sendo um GM Celta de cor preta e VW Saveiro, eram utilizados para ocultar a droga. O dono do galpão, informou que no sábado (27), por volta das 12 h, havia passado a posse do imóvel, via aluguel detalhado em contrato, a duas outras pessoas e que eles haviam informado que iriam montar no local uma empresa de recuperação de veículos. O proprietário inclusive, mostrou o contrato de locação do imóvel, bem como diversas conversas no aplicativo whatsapp, que confirmavam a versão por ele apresentada. Os militares solicitaram ao locador que ligasse para um deles, informando dos fatos e solicitando que comparecessem no local para esclarecimentos. Assim que o proprietário conseguiu ligar, do outro lado, a pessoa alegou que não poderia comparecer, pois estava na cidade de Ituiutaba, desde sábado (27) no período da tarde. Durante as buscas no interior do imóvel, foram localizadas câmeras de circuito interno de filmagens e ainda equipamentos de monitoramento. Após autorização dos proprietários, os militares analisaram as filmagens e constataram que os indivíduos, estiveram no local durante o período da noite de sábado e neste domingo, por volta da 8h, inclusive com mais dois homens dentro, o veículo Gol de cor vermelha. Segundo informações, levantadas pela PM, o carro pertencia a um indivíduo, do bairro Monte Hebron, além disso os militares também foram informados, que um dos autores, estava na posse de um veículo Renault de cor prata. Cm todos os dados em mãos, a polícia, divulgou as informações e características na rede de rádio para as demais viaturas.
O comando Tático do 32º BPM, juntamente com o comando das guarnições do GER, visualizaram o carro com as mesmas características, saindo de uma chácara na avenida Alda Borges Leão, no bairro Morada Nova. Imediatamente fizeram a abordagem e constataram que no interior estavam os autores. Durante a checagem, o dono do Gol vermelho ligava constantemente para os celulares dos abordados. Tudo se encaixava e os militares deram voz de prisão em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, ambos previstos na lei 11.343/2006 (Lei Anti Drogas). E como determina a Legislação Brasileira, o “carreto” foi direto para a Unidade de Pronto Atendimento do bairro, sem lesões. Toda a droga foi apreendida, bem como os dois veículos que estavam no interior do galpão. “No pacote” ainda apreenderam dois aparelhos celulares que estavam na posse dos autores, no momento da abordagem e um aparelho DVR, marca Hikvision, entregue pelos proprietários do imóvel. Em seguida, tudo checado, todos muito bem tratados, atendidos pelo SUS, só tinham um destino: Delegacia de Plantão da Polícia Federal de Uberlândia.

Imagem ilustrativa