Notícias de Uberlândia

Intercambistas recebem material do programa municipal ‘Invista’

Portfólios com atributos de Uberlândia estão sendo distribuídos a uberlandenses e estrangeiros para a promoção de investimentos

Um novo passo acaba de ser dado pela Prefeitura dentro do “Invista”, posicionamento do governo Odelmo Leão para fomentar novos negócios, com geração de empregos e fortalecimento da cidade. Nos últimos dias, estudantes de Uberlândia que estão no exterior e intercambistas estrangeiros em programas educacionais na cidade receberam o material “Vem Viver, Inovar e Investir”: um book e um vídeo sobre o que há de melhor no município.

A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo disponibilizou por e-mail o compilado com informações em texto e imagem. O mesmo material também está disponível no site da Prefeitura, mas o contato direto com o público que transita entre Uberlândia e outras partes do mundo foi outro recurso adotado para dar amplitude à divulgação da cidade.

“Nós queremos tornar cada pessoa que conhece nossa cidade, seja o morador, a empresa, o empreendedor, o visitante ou o turista, um embaixador de Uberlândia. Alguém que leve o nome da cidade para o mundo, que traga o seu conhecimento e compartilhe lá fora que aqui é um destino repleto de oportunidades para investimento e qualidade de vida. Reunimos todos os atributos em um portfólio de fácil compartilhamento virtual”, explicou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo, Raphael Leles.

Uberlândia pelo mundo

O estudante francês Amin Terki, de 19 anos, faz há oito meses aula de português na Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Aluno de marketing em uma faculdade do país natal, o jovem descobriu a cidade ao se inscrever em um programa de intercâmbio. Amin foi um dos estudantes que receberam o material de divulgação da cidade.

“Eu já mandei o material para a minha mãe, que trabalha em uma empresa de turismo na França. Mandei para ela conhecer. Eu achei a iniciativa boa porque a gente, na França, só conhece São Paulo, Rio de Janeiro. Quando me inscrevi no intercâmbio, eu só coloquei que queria vir para o Brasil. Então, eu não escolhi Uberlândia, mas foi uma boa surpresa. Vocês têm muitas coisas boas, lugares para ir, muitas empresas grandes e podem encontrar mais empresas para investir na cidade. O aeroporto é nacional, mas facilita a locomoção. Eu vim da França até São Paulo [SP] e de São Paulo para Uberlândia. Foi muito fácil”, disse o francês, que também elogiou a estrutura da instituição que frequenta.

Intercambista de Uberlândia nos Estados Unidos, Leandro Theodoro Cruz Andrade, de 17 anos, estuda, desde agosto do ano passado, em uma escola de ensino regular no estado do Oregon. Para o adolescente, viajar para outro país é uma oportunidade de ter novas experiências, mas ele leva consigo o orgulho pela cidade onde nasceu. Andrade avaliou a iniciativa como muito boa, criativa, e de uma eficácia tremenda.

“Porque realmente somos uma das melhores cidades. Embora não tenhamos praias, que é o que os turistas pensam quando se fala em Brasil, nós temos muitas outras coisas que muitas cidades não têm. Então acredito que mostrar e reforçar esses atributos turísticos, e que valem a pena serem visitados, é muito bom. Temos um dos maiores clubes privados da América Latina, com uma vegetação e espaço incríveis e que se encontra muito perto do Centro. Quase tudo em Uberlândia é perto, o que não acontece aqui onde estou. Sempre temos que pegar o carro e sair da cidade muitas vezes pra ir a lugares específicos, como um bom supermercado”, relatou o estudante.

Mobilidade internacional

Potencializado a partir de 2017, o trabalho junto a intercambistas universitários integra o projeto de internacionalização de Uberlândia, que agora, com o Invista, ganhou novo fôlego por meio de ações como a do material de divulgação da cidade. O conceito de internacionalização envolve a responsabilidade e a contribuição do governo, empresas/indústrias, academia (universidade) e sociedade para o desenvolvimento da paradiplomacia- que é conceito para o desenvolvimento de relações exteriores sem o envolvimento dos governos federais de cada nação.

Para se ter uma ideia da importância do âmbito educacional nesse cenário, a Prefeitura de Uberlândia fez um levantamento sobre mobilidade internacional junto a três instituições com programa de intercâmbio na cidade- Rotary, Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e Instituto Federal do Triângulo Mineiro (IFTM).

Conforme os dados colhidos, atualmente, há 131 uberlandenses morando fora do Brasil, espalhados por instituições de ensino de 15 países. Portugal, Canadá, França, Colômbia e Chile são os principais destinos. Alemanha e Estados Unidos também estão na lista. Já no município estudam, até o presente momento, 45 estrangeiros, originários de 14 países, entre os quais estão Bélgica, França, Colômbia e Argentina.

Fonte: Secom PMU