Esportes

Equipe MXF UAI Racing estreia no Campeonato Brasileiro de Hard Enduro

Disputa duríssima terminou com bom desempenho dos pilotos e pódio na categoria Bronze

Uma prova pesada, de alto nível técnico, apimentada pela chuva e que exigiu habilidade dos pilotos mais experientes, definiu a primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Hard Enduro realizada na cidade paulista de Morungaba. A MXF, montadora off-road de Curitiba, que estreou na disputa com uma nova equipe, a MXF UAI Racing, cravou pódio: João Pinheiro (@joao_paulo_pinheiro17) conquistou o quarto lugar na categoria Bronze.

“A prova foi dura, não estava nada fácil. Pegamos chuva. Foi top demais!”, diz, ainda comemorando muito o resultado, o experiente piloto de 34 anos, João Paulo Pinheiro. Em 2023, o atleta, paulista, foi campeão do campeonato Hard Enduro Brasil Series (HEBS) na categoria Iron e, neste ano, mantém o foco em alcançar resultados igualmente positivos. Graduado em Educação Física, é professor e atleta na equipe Paulínia Racing Bicicross e MTB. “Estou animado. O Campeonato está só começando e sei que podemos conseguir outros bons resultados”.

Mesmo com um bom desempenho, o piloto Miguel Lambert (@miguellambert) não conseguiu concluir a etapa. Durante recuperação de posições ao tentar uma manobra mais ousada, ele acabou ficando preso em um trecho de lama e água, danificando a moto. Sem chance de continuar, Lambert acabou deixando a corrida. “Consegui recuperar mais de 20 posições durante a corrida, mas em um local com muita água,acabei perdendo tempo e danificando a moto. Mesmo assim, foi uma prova desafiadora e muito divertida. O terreno estava escorregadio, com muitas raízes. Um desgaste físico muito grande”, conta.

O piloto mais jovem da equipe MXF, Henrique Carvalho Martini (@henrique.c.martini), com apenas 17 anos, enfrentou dificuldades na prova, apesar de ter largado bem e demonstrado grande habilidade. Ele compartilha: “A prova foi bastante desafiadora, principalmente porque a minha categoria largou por último, o que transformou os trechos difíceis em puro lamaçal”. Henrique também teve que lidar com o desafio do tempo: devido a outro trecho de lama, perdeu 1h40 da prova, ultrapassando o prazo limite estabelecido para o Hard Enduro. “Mesmo assim, na colocação final, eu acabei ficando em 8° lugar”.

Caio Lima (@caiolima.97), piloto experiente e detentor de vários títulos em sua carreira, alcançou a nona posição após 6 horas e 15 minutos de prova. “Consegui manter uma certa constância ao longo da corrida, mas, devido à presença da lama, enfrentei congestionamentos que me prejudicaram bastante. Além disso, houve um equívoco no percurso devido às fortes chuvas, resultando na perda de um ponto de controle e, consequentemente, algumas posições”.

Na análise do chefe de equipe, a estreia do time demonstrou competência, embora precise de alguns ajustes, algo natural em eventos de grande exigência, como o Hard Enduro. Maycon Garcia já está de olho na próxima etapa e aposta em bons resultados para todos os pilotos. “A prova foi insana! Apesar do início estar muito molhado, e os pilotos bastante cansados, se saíram muito bem na prova. Temos 40 dias para aprimorar, treinar e chegar com força total na próxima etapa”, afirma.
A MXF, que oferece produtos para crianças, jovens e adultos, aproveitou o Hard Enduro para colocar na pista duas de suas motos mais “valentes”: a 300TS, que tem como diferencial a suspensão dianteira de duplo cartucho, da marca SZC, com regulagem de compressão e retorno e válvula de alívio de ar (310 mm); e a 270F, dona de um poderso motor 4T, muita potência e velocidade.

“A preocupação da MXF é colocar na pista motos que resistam a diversos tipos de terrenos, proporcionando um desempenho excepcional. Sempre buscamos testar e lançar produtos de alta qualidade a preços acessíveis. Acreditamos no esporte e em sua capacidade de promover inclusão”, destaca a equipe MXF.

Considerado o maior campeonato de Hard Enduro da América Latina, o BRHE recebeu 167 pilotos inscritos em sete categorias. A próxima etapa ocorre entre os dias 19 e 21 de abril, em Barão de Cocais/MG.

PATROCINADORES

@motobattbrasil
@gaia_mx
@borilliracing
@bikeracessorios
@italianbraap
@pixdesignlab
@nowgraphics
@230brasil
@trail_land_bh
@veloxprotecao
@r_bolt_oficial

CALENDÁRIO DE PROVAS

2ª etapa – De 19 a 21 de abril em Barão de Cocais (Minas Gerais)
3ª etapa – De 17 a 19 de maio em Osório (Rio Grande do Sul)
4ª etapa – De 14 a 16 de junho em Poços de Caldas (Minas Gerais)
5ª etapa – De 16 a 18 de agosto em Socorro (São Paulo)
6ª etapa – De 20 a 22 de setembro em Cuiabá (Mato Grosso)
MAIS INFORMAÇÕES
Sobre a MXF: https://mxfmotors.com.br/motos/

Engenharia de Comunicação