Coluna sobre saúde

Parkinson: algo muito além dos tremores

Hospital Santa Genoveva conscientiza sobre doença que acomete cerca de 200 mil pessoas no país

 

Estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 1998, o Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson é comemorado anualmente em 11 de abril. Nesta data, o Hospital Santa Genoveva tem o objetivo de esclarecer sobre a doença e os possíveis tratamentos.

Segundo dados da OMS a doença acomete cerca de 1% da população mundial com mais de 65 anos. No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, estima-se que 200 mil pessoas sofram com o Parkinson.

É caracterizado por tremores involuntários, instabilidade, articulações rígidas e movimentos mais lentos, além de possível alteração do ritmo intestinal e depressão. Segundo a Associação Brasil Parkinson a causa da doença ainda é desconhecida.

Para o neurologista do Santa Genoveva, Dr. Vinícius Teodoro, por ser uma doença neurodegenerativa,é comum surgir em idosos. “Mas alguns tipos mais raros, principalmente de causa genética, pode acometer, inclusive, indivíduos mais jovens”, explica.

“Na doença de Parkinson, ocorre a morte progressiva dos neurônios que estão localizados em uma região do cérebro chamada mesencéfalo, o que causa o mau funcionamento, principalmente, nos movimentos, com tremores, rigidez articular e alteração na marcha. A evolução da doença ocorre geralmente em anos. O tratamento visa principalmente diminuir os tremores e melhorar a rigidez, com resposta satisfatória, principalmente em fases inicias da doença”, finaliza o médico.

Fonte: Prelo Comunicação