Artigos

SONHADO

Eu quero que meu sonhar tenha texto e contexto, um conteúdo de fácil e simples interpretação, sem nada de complicado, nem formal, que faça apenas cumprir o meu despertar. Que as cenas contidas nesses sonhos aconteçam em ambientes coloridos, porque gosto de cores. Importante um fundo musical, quiça importará o estilo, tão somente um bom conteúdo, desses que cause furor ao coração. Como tudo é texto, opto que tenha uma introdução precurssora, com um início inusitado, insinuando sentimentos intensos focados na felicidade. A explanação para o desenvolvimento do tema deva garantir a reciprocidade, porque a unilateralidade gera egoísmo e amor não combina com solidão. Nada de sofrimento, pois não estou preparado para a tristeza, também não quero avarezas, apenas certezas. Os lamentos irei dispensá-los, vou precisar de paz nesse meu lamentar, vivenciar os fatos como os ocorridos nos contos de fadas dos felizes para sempre, sem nenhuma chance pra o azar. Estarão eximidos do meu texto todos os lobos maus e não admitirei maçãs envenenadas. Vou preferir na minha história, semelhança com a da Bela, que acabou se apaixonando pela fera. Um protagonista que mesmo encarnando um bicho teve disponibilidade para amar intensamente e depois se revelou uma pessoa. Mas a vida é mesmo assim, muitas vezes não conhecemos os nossos monstros, acreditamos somente nos nossos anjos e somos surpreendidos. Estou até hoje tentando decifrar o amor, esse que arrebata, transforma-nos. Quero assim, algo também pra mim, viver início e meio, sem prever o fim, para que seja infinito, um ser pra sempre, mesmo sabendo que a gente não chega lá, onde não exista o terminar. Deve ser amor para durar depois do existi, enquanto for sólida a matéria do pensar. Aliás nem quero planejar, somente ser livre para o coração opinar, seguir o apaixonar e ser feliz ao conversar, acompanhar, beijar e discordar. Quero sonhos que parecem impossíveis, mas vou tentar, pois tentados irão se concretizar e seremos felizes num longo continuar.

Texto de José Airton de Oliveira