Artigos

OBSESSÃO

Eu quis descrever você através do meu desenhar,

Imaginei cada um dos traços e suas direções,

Entendi que não seria fácil, esse meu grafitar,

Não poderia também deixar as minha obsessões,

Nem seria lógico abster-me desse meu gostar,

Estar consciente da necessidade do uso de concessões,

Seguro que meu sentimento determinaria o sublinhar,

Sei que cada traço seu, será um linha na minha leitura,

Porque você é também conteúdo escrito e não só imagem,

Possui texto, contexto, sentimento e literatura,

Então preciso estar consigo, nessa nossa abordagem,

Que está incutida na sua existência, na permanência,

Pois tenho necessidade de passear em você, lhe detalhar,

Não partir, jamais sair, permanecer, na insistência,

Satisfazendo minha ânsia do seu querer, entender,

Porque és a minha fonte de inspiração, a minha vontade,

A motivação que preciso pra ser feliz, realizar o meu obter,

Transferir toda essa sua beleza para meu tracejar,

Trazendo pra mim você na forma de um conto de sedução,

Porque você será mais que fatos, sem boatos, mas relatos,

Terá muito conteúdo de sonhos com ilustração,

Então, enquanto seu admirador serei o desenhista,

Com a inspiração de minha alma designarei seu destino,

Será a razão dos meus textos, minha protagonista,

Chegará desimpedida, ávida de tesão , querendo amor,

Estando livre para agir sem nenhuma omissão,

Faremos cumprir todos os sonhos sem nos opor,

Satisfazendo nossos desejos sem nenhuma objeção.

Texto de José Airton de Oliveira.