Artigos

Estudante vende sacos de lixo para pagar universidade

Filho único de mãe solo, sem conhecer o pai, Higor Waltrick demonstra determinação inabalável na busca pelos sonhos acadêmicos e profissionais

O curitibano Higor Waltrick, de 31 anos, é um exemplo de superação e determinação. Quando era jovem, não se preocupava muito com o futuro, buscava apenas um emprego que lhe proporcionasse dinheiro e estabilidade, sem se importar com a qualidade da formação. No entanto, à medida que crescia e observava as injustiças que existem no mundo, começou a sentir o desejo de ajudar as pessoas.

“Iniciei o curso técnico de radiologia, mas não me adaptei às disciplinas de exatas. Foi então que comecei a pesquisar diferentes cursos de Direito e descobri que essa área combinava com os meus valores e interesses”, explica Higor, estudante do sexto período do curso de Direito da Universidade Positivo (UP).

Ele decidiu prestar vestibular para o curso de Direito em 2019, aos 28 anos de idade. Assim que foi aprovado, começou a trabalhar como
vendedor de sacos de lixo, indo de porta em porta para ajudar a pagar as mensalidades. Apesar de não ter experiência, buscou conhecimento por conta própria, e suas vendas se tornaram inspiradoras para muitas pessoas que o recebem e compram seus produtos. “A história dele é uma inspiração para todos que sonham em alcançar seus objetivos. Ela mostra que, com determinação e esforço, é possível superar qualquer dificuldade. Higor é muito educado; ajudei com a compra e falei que, quando ele se formar, é para ele retornar aqui para comemorarmos”, ressalta a cliente Maria Cecília Almeida Salomon.

Filho único de uma costureira e sem conhecer o pai, Higor não tinha recursos familiares para pagar as mensalidades do curso. Mesmo com as dificuldades financeiras, ele não desistiu do sonho de entrar na universidade. Determinado e sem vergonha do trabalho duro, o estudante lembra como começaram as vendas. “Com muito esforço e respeito, estou conseguindo sobreviver com as vendas. Pago meu aluguel, as despesas do meu carro, alimentação e a metade da mensalidade do curso, pois tenho 50% de bolsa”, detalha.

De acordo com Guilherme Bittencourt Corrêa, professor da Escola de Direito e Ciências Sociais da Universidade Positivo, Higor não tem medo de enfrentar desafios e está sempre disposto a aprender coisas novas. “Em sala de aula, ele é sempre bem-humorado, empolgado e educado. Uma mensagem de esperança para todos que sonham em alcançar seus objetivos. Com determinação e esforço, tudo é possível”, finaliza o professor.

Assessoria de Imprensa