Artigos

Trinta mil pessoas em Uberlândia estão sem proteção contra a gripe

Campanha termina no dia 31 de maio. Dos que ainda não garantiram a dose, 14 mil são crianças e 6 mil são idosos

            A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza termina na próxima sexta-feira (31) e mais de 30 mil pessoas dos grupos prioritários ainda estão desprotegidas contra o vírus da gripe. Desse total, as crianças menores de 6 anos ainda chamam a atenção já que são 14 mil sem a dose da vacina, que protege contra os tipos graves do vírus da influenza (A H1N1, A H3N2 e influenza B). 

 

             “Estamos com 80% da cobertura vacinal e a quatro dias para encerrar a campanha. Nossa meta mínima é de 90% e precisamos chegar a esse percentual para que as pessoas fiquem protegidas, principalmente os mais frágeis que são as crianças e os idosos. Temos 74 salas de vacina espalhadas pela cidade,sendo que nas UAIs o horário de funcionamento é das 8h às 20h”, reforçou Claubia Oliveira, coordenadora do Programa Nacional de Imunização. 

 

Vacinação indispensável


A Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) é uma das principais complicaçõescausadas pelas gripes Influenza A (H1N1 e H3N2) e Influenza B, o que faz da vacinação algo indispensável. A vacina é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença, internações ou, até mesmo, óbitos. Por isso, de acordo com a coordenadora, é preciso que o público-alvo compareça aos postos para receber as doses. 

 

            “Os sintomas não são simplesmente coriza. Normalmente, são febre alta, muita dor no corpo, vômito e falta de apetite. Pode evoluir para falta de ar e precisar de um suporte de oxigênio. E essas pessoas dos grupos de risco são as que geralmente precisam de uma internação simples ou até mesmo em Unidade de Terapia Intensiva (UTI)”, acrescentou Claubia Oliveira.

 

Quem pode vacinar?


São considerados integrantes dos grupos prioritários: trabalhadores de saúde, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), idosos (a partir dos 60 anos), professores, pessoasportadoras de doenças crônicas e outras categorias de risco clínico, policiais civis, militares, bombeiros, membros ativos das forças armadas, além das gestantes e crianças de seis meses a menores de seis anos.

 

Pessoas acamadas e que se encontram no grupo prioritário devem agendar a visita de um técnico em casa para aplicação da vacina pelo 0800-940-1480.

Fonte: Secom PMU